Variação linguística

Dialetos e Estrangeirismos

Qualquer língua natural possui vários falares entre seus falantes. A variação liguística se dá não apenas por questões históricas, mas também por questões sociais, educacionais, de sexo, de faixa etária, social e regional. Portanto, não são só as variações históricas que compõe um idioma mas também variações de espaço.

O regionalismo por exemplo, é um fenômeno linguístico proveniente da cultura de uma determinada região. Fatores históricos, como a imigração de povos para certas regiões do Brasil também influenciaram para esta questão de variação regional. Em suma, cada região ou estado brasileiro além de suas influências culturais, incorporou também diversas formas de expressão, resultando em seus dialetos ou mesmo seus sotaques.

Temos também o estrangeirismos que é o uso de palavras, expressões estrangeiras equivalentes ou não com a língua vernácula. O uso do “ok” por exemplo, já se cristanilizou no português e hoje ele funciona como o “tudo bem” sem a língua sofrer nenhum prejuízo.

 

 

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s